fbpx

Declaração de Imposto de Renda 2024: Informar IPTU e condomínio é obrigatório?

Declarar o Imposto de Renda anualmente é uma obrigação para muitos brasileiros. Se você possui imóveis alugados, é necessário estar atento às regras específicas para esse tipo de investimento. Além de informar os ganhos obtidos com os aluguéis, também é necessário declarar o IPTU e o condomínio pagos sobre esses imóveis. Essas informações devem ser fornecidas de forma correta para evitar problemas futuros com a Receita Federal.

Ao ser proprietário de imóveis alugados, é preciso declarar os ganhos obtidos com o aluguel na aba “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física/Exterior” da declaração de Imposto de Renda. Nessa parte da declaração, é necessário informar todos os rendimentos recebidos no ano anterior.

Os valores do aluguel devem ser informados mensalmente, com a inclusão do CPF ou CNPJ do locador e o valor recebido em cada mês. É importante destacar que o valor do aluguel deve ser informado sem descontar as despesas, como impostos e taxas. Além disso, guardar a documentação que comprove o recebimento do aluguel, como os recibos de pagamento, é essencial.

Além do aluguel, também é necessário declarar o IPTU e o condomínio pagos sobre os imóveis alugados. Na aba “Bens e Direitos”, é preciso informar o valor pago a título de IPTU e condomínio. Caso os imóveis tenham sido alugados durante o ano, é necessário informar o valor total pago nesses períodos. Se os imóveis foram adquiridos durante o ano, é necessário informar o valor pago proporcionalmente aos meses em que você foi o proprietário.

É importante ressaltar que o IPTU e o condomínio devem ser informados somente se o imóvel estiver alugado. Caso o imóvel esteja desocupado no período de declaração, essas informações não precisam ser prestadas.

Quanto ao IPTU, é relevante guardar os comprovantes de pagamento e documentos que comprovem a propriedade do imóvel. Caso você tenha recebido o valor do IPTU do inquilino e repassado para a prefeitura, é importante guardar os recibos que comprovem essa movimentação financeira.

No caso do condomínio, é necessário guardar os comprovantes de pagamento e os recibos de despesas comuns. Se você tiver despesas extras no condomínio, é fundamental guardar os documentos que comprovem essas despesas, como notas fiscais de obras realizadas ou taxas extras cobradas.

Ao declarar o aluguel, o IPTU e o condomínio, tenha atenção para evitar erros que possam gerar problemas futuros com a Receita Federal. Recomenda-se contar com a ajuda de um profissional de contabilidade ou buscar informações claras e detalhadas sobre como fazer a declaração corretamente.

Declarar o imposto de renda pode ser uma tarefa complexa, porém é fundamental para estar em dia com a Receita Federal e evitar problemas futuros. Se você possui imóveis alugados, lembre-se de informar corretamente os ganhos obtidos com o aluguel, assim como o IPTU e o condomínio pagos sobre esses imóveis. Mantenha todos os comprovantes e documentos que comprovem as movimentações financeiras e esteja preparado para prestar contas quando necessário. Dessa forma, você garantirá a regularidade da sua situação fiscal e poderá aproveitar os benefícios de investir em imóveis com tranquilidade.

Rolar para cima