fbpx

Reforma no imóvel alugado: declaração no IR 2024

Ao alugar um imóvel, muitas pessoas desejam deixá-lo com a sua personalidade e estilo, o que pode incluir realizar reformas para valorizar o espaço e deixá-lo do jeito que gostam. No entanto, é importante estar atento às questões fiscais e saber se a reforma precisa ser declarada no Imposto de Renda.

De acordo com a Receita Federal, reformas em imóveis alugados podem ser deduzidas do imposto, desde que sejam realizadas pelo inquilino e que o valor total gasto seja superior a R$ 1.200,00. No entanto, é necessário que o proprietário do imóvel concorde com a obra e assine um Termo de Acordo.

Para declarar uma reforma no Imposto de Renda, é essencial ter em mãos todos os comprovantes de pagamento, como notas fiscais, recibos e contratos. É importante que esses documentos estejam em nome do inquilino, para comprovar que a reforma foi realizada por ele.

No momento da declaração do Imposto de Renda, o valor total gasto com a reforma deve ser informado na ficha de “Bens e Direitos”. Nessa ficha, é necessário indicar o código correspondente ao tipo de reforma realizada. No caso de imóveis alugados, o código a ser utilizado é o “17 – Benfeitorias em Imóveis de Terceiros”.

É relevante ressaltar que apenas as despesas com materiais e mão de obra podem ser deduzidas no Imposto de Renda. Gastos com móveis, eletrodomésticos e decoração não são considerados benfeitorias em imóveis e, portanto, não são dedutíveis.

Além disso, é importante destacar que a dedução só é permitida para reformas realizadas em imóveis alugados para fins residenciais. Se o imóvel for alugado para fins comerciais, as despesas com a reforma não poderão ser deduzidas.

Outro ponto fundamental é que o proprietário do imóvel deve concordar com a realização da reforma e assinar um Termo de Acordo. Esse documento deve especificar os detalhes da obra, como prazo de execução, responsabilidades e forma de pagamento, além de ser registrado em cartório. Essa medida de segurança é importante tanto para o inquilino quanto para o proprietário, evitando possíveis problemas futuros.

Caso o inquilino não tenha a concordância do proprietário para realizar a reforma, é recomendado que entre em contato com o mesmo para obter essa autorização formalmente. Isso evitará problemas jurídicos e de relacionamento entre as partes envolvidas.

É válido lembrar que a dedução de reformas em imóveis alugados só é possível para quem opta pelo modelo completo de declaração de Imposto de Renda. Se o modelo simplificado for escolhido, não será possível deduzir as despesas com reforma.

Por fim, é importante consultar um contador especializado em declaração de Imposto de Renda. Esse profissional poderá orientar de forma personalizada sobre as melhores opções para a sua situação específica, evitando problemas futuros com o Fisco.

Em resumo, reformar um imóvel alugado pode ser uma ótima opção para deixá-lo mais aconchegante e valorizado. Porém, é necessário estar atento às questões fiscais e verificar se a reforma precisa ser declarada no Imposto de Renda. Se for optado por deduzir as despesas, é importante reunir todos os comprovantes e consultar um contador para obter orientações personalizadas. Dessa forma, problemas com o Fisco serão evitados e a realização da reforma será feita de forma legal e segura.

Rolar para cima